Paraná reforça compromisso com a campanha Race to Zero, contra o aquecimento global

Fonte: Agência de Notícias do Paraná

O governador Carlos Massa Ratinho Junior reforçou nesta quarta-feira (4) o compromisso do Paraná com a campanha Race to Zero (Corrida para o Zero), movimento das Nações Unidas para conter o aquecimento global. O acordo é mais um dentro das ações do Estado em busca do desenvolvimento sustentável pleno, já orientado em parceria com a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE).

O Race to Zero é uma campanha global para reunir lideranças com objetivo de neutralizar as emissões de gases de efeito estufa até 2050. A meta será alcançada por meio da intensificação de ações de descarbonização, atração de investimentos para negócios sustentáveis e para a criação dos chamados "empregos verdes".

Atualmente, 30 diferentes regiões no mundo participam da campanha. No Race to Zero, o Paraná se junta a outros estados e países, como Califórnia, Nova York, Havaí e Washington, nos Estados Unidos; Catalunha, Madrid e Navarra, na Espanha; e Suécia, Austrália, Reino Unido, Canadá, Alemanha e Bélgica.

O compromisso foi firmado de maneira online em evento que contou com a participação do embaixador do Reino Unido no Brasil, Peter Wilson, do presidente da COP-26, Alok Sharma, e dos governadores Romeu Zema (Minas Gerais), Helder Barbalho (Pará), Flavio Dino (Maranhão), Renato Casagrande (Espírito Santo) e da vice-governadora de Pernambuco, Luciana Santos.

"O Paraná já atraiu mais de R$ 50 bilhões em investimentos privados desde 2019, todos orientados de maneira sustentável, com geração de mais de 60 mil empregos diretos e indiretos. Também temos uma cooperação com a OCDE, programas como o Paraná Mais Verde e já somos exemplos globais de desenvolvimento sustentável. Queremos cumprir a Agenda 2030 e chegar a 2050 dentro dos objetivos da Race to Zero", afirmou o governador Ratinho Junior.

Ele também destacou que o Estado já adota mecanismos de compensação de carbono e pagamento por serviços ambientais, com o ICMS Ecológico, instrumento que trata do repasse de recursos financeiros aos municípios que abrigam em seus territórios Unidades de Conservação ou mananciais para abastecimento de municípios vizinhos.

"O Paraná dá mais um passo em busca do desenvolvimento sustentável e do exemplo para as próximas gerações. Vamos empregar esforços nesse sentido, reforçar nossos programas e discutir com a sociedade. O mundo vive uma nova realidade e queremos ajudar nas metas globais", reforçou o governador.

OCDE - Em julho, a OCDE lançou um estudo de caso sobre o Paraná e reconheceu algumas áreas em que o Estado é exemplo mundial: energia sustentável, proteção ambiental e redução de desigualdades. A pesquisa destaca que as políticas públicas do Paraná estão voltadas ao desenvolvimento sustentável desde a década de 1990. Nos últimos anos, o Estado passou a utilizar os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) como guia para melhorar as áreas de saúde, educação e segurança, além de diminuir a desigualdade social entre diferentes partes do território.

O Estado do Paraná também é a primeira região do mundo a participar de uma nova fase do programa de aceleração do desenvolvimento sustentável promovido pela OCDE. O programa foi iniciado há dois anos com uma análise de diferentes indicadores sobre o Estado, e resultou em um relatório que abrange os principais resultados. Entre as recomendações da OCDE para a segunda fase estão aperfeiçoar estatísticas que medem o progresso dos ODS e fortalecer a articulação com prefeituras para ações mais focadas segundo o contexto de cada município.

EXPO DUBAI - De 10 a 17 de outubro, como forma de internacionalizar ainda mais esse movimento, o Paraná será o protagonista do Pavilhão do Brasil na Expo Dubai 2020, exposição internacional que concentra mais de 190 países em 181 dias de evento e espera receber 25 milhões de visitantes. O Paraná será o primeiro estado a assumir o pavilhão brasileiro na feira, que tem como objetivo mostrar o desenvolvimento tecnológico dos países e discutir as perspectivas do futuro da sociedade.

O Pavilhão do Brasil, que integra a área da sustentabilidade, terá 4.380 metros quadrados. A Expo Dubai 2020 será realizada entre 1º de outubro de 2021 e 31 de março de 2022, e terá como tema a frase "Conectando Mentes, Criando o Futuro". Os países participam com pavilhões que representam suas nações, divididos em três distritos: Oportunidade, Mobilidade e Sustentabilidade.

(46) 99922-0300

Av. Antônio de Paiva Cantelmo, 2670
85.601-270 - Centro - Francisco Beltrão - PR

VER LOCALIZAÇÃO

(46) 3524-4084

Av. Antônio de Paiva Cantelmo, 954 - Sala 22
85.601-270 - Centro - Francisco Beltrão - PR

VER LOCALIZAÇÃO
Adviser Consultoria® - Todos os Direitos Reservados